Gustavo Fernandes

Gustavo Fernandes tem um percurso académico e profissional desenvolvido no Canadá e em Portugal e Inglaterra. Autodidacta, criativo e arrojado, na sua obra destacam-se pormenores, objectos, paisagens que lhe dão um real toque surrealista e hiper-realista.
Saber mais

Gustavo Fernandes procura incessantemente a liberdade que o artista deseja e pratica-o de forma sistemática. Num caminho sólido e percorrido a pulso ao longo de uma

vida interior rica e intensa, age através de tintas, pincéis, bronze, alumínio, pedra, barro etc. move-se com enorme destreza na pintura e no desenho como na escultura e na fotografia. A sua paleta de cores é variada, em matizes e gamas que utiliza com técnica rigorosa e traço forte e firme.

Habilitações Literárias e Formação Profissional:

• Frequentou o curso superior de Artes Plásticas e Gráficas do Dawson College.
• Especialização nas técnicas e métodos de Betty Edwards e “ Drawing from the Artist Within” e “ The Natural way to Draw” de NIcolides.
• Formação profissional sob a orientação do Retratista Francisco de Oliveira.
Obra Realizada:
• Criou o Atelier de Desenvolvimento Artístico – Galeria dos Arcos em Oeiras em 1990.
• Fundador do Grupo Artitude (com Luís Vieira- Baptista, Magnus de Monserrate e Victor Lages), em 1993.

Obra Pública:
• Murais da Igreja Matriz de Pêro Pinheiro
• Parede do Altar e Painéis da Igreja Nossa Senhora do Cabo em Linda-a-Velha
• Escultura “ O Golfinho” na Marginal de Cascais
• Painéis decorativos do Hotel Marquês de Pombal em Lisboa
• Hotel “The Yeatman” em Gaia

Exposições:

Realizou um total superior a 280 exposições:
50 Mostras individuais.
35 Conjuntas e de Grupo. (21, integradas em actividades do Grupo Artitude, entre 1993/03.
Participou em mais de 180 Colectivas, entre 1983/ 2012
Em 27 anos de vida artística, Gustavo Fernandes expôs em mais de 20 países:
Canadá / Espanha / Alemanha / Bélgica / Itália/ Cazaquistão / Moçambique / Angola/ U.S.A./ Países Baixos / França / Áustria / Finlândia / Brasil / Japão e recentemente em África do Sul e Angola.

Convidado pela Unicef e uma instituição Alemã para fazer parte de uma iniciativa cultural solidária (“United Buddy Bears”) em que uma obra criada por si percorre o Mundo. Entre os 140 países eleitos pela Unicef destacam-se:Turquia / E.U.A / Austrália / Argentina/ Jerusalém /Seul/ Egipto / Polónia/ Uruguai / Coreia do Norte.

Representações:

Grande parte da sua obra está representada em acervos institucionais, públicos e privados:
Grupo Edifer, Zara Portugal, Nokia Telecomunicações Portugal, Hotel Marquês de Pombal em Lisboa, Hotel “The Yeatman” em Gaia, Inspecção Geral da
Administração Interna, nos Municípios de Oeiras e Vendas Novas e recentemente no Sana Hotel em Luanda, Angola, Canadá, Paises-Baixos, Espanha, Japão,

Museus:

Museu da Água – E.P.A.L; Museu João Mário, Alenquer; Museu do Presidente de Astana no Cazaquistão ; Museu de Aveiro; Museu do Vinho Bairrada, em Anadia.

Prémios:

• II Prémio “Grupo Fidelidade” para Jovens Pintores – Lisboa, 1990.
Prémio Electroliber para o melhor conjunto – Sintra, 1992
• Prémio Público de Pintura 2001, Galeria D´Art Vincent INDEG (Business School ISCTE) – Lisboa, 2001

CNAP

Sem título

Dimensões: 60 x 130

Técnica: Acrílico S/ Tela

CNAP Abel Grade azulejo

Outono 

Dimensões: 50 x 60
Refª: N/A
Técnica: Óleo S/ tela

Privacy Preference Center

Close your account?

Your account will be closed and all data will be permanently deleted and cannot be recovered. Are you sure?

Pin It on Pinterest

Share This