Gustavo Fernandes

Gustavo Fernandes tem um percurso académico e profissional desenvolvido no Canadá e em Portugal e Inglaterra. Autodidacta, criativo e arrojado, na sua obra destacam-se pormenores, objectos, paisagens que lhe dão um real toque surrealista e hiper-realista.
Saber mais

Gustavo Fernandes procura incessantemente a liberdade que o artista deseja e pratica-o de forma sistemática. Num caminho sólido e percorrido a pulso ao longo de uma

vida interior rica e intensa, age através de tintas, pincéis, bronze, alumínio, pedra, barro etc. move-se com enorme destreza na pintura e no desenho como na escultura e na fotografia. A sua paleta de cores é variada, em matizes e gamas que utiliza com técnica rigorosa e traço forte e firme.

Habilitações Literárias e Formação Profissional:

• Frequentou o curso superior de Artes Plásticas e Gráficas do Dawson College.
• Especialização nas técnicas e métodos de Betty Edwards e “ Drawing from the Artist Within” e “ The Natural way to Draw” de NIcolides.
• Formação profissional sob a orientação do Retratista Francisco de Oliveira.
Obra Realizada:
• Criou o Atelier de Desenvolvimento Artístico – Galeria dos Arcos em Oeiras em 1990.
• Fundador do Grupo Artitude (com Luís Vieira- Baptista, Magnus de Monserrate e Victor Lages), em 1993.

Obra Pública:
• Murais da Igreja Matriz de Pêro Pinheiro
• Parede do Altar e Painéis da Igreja Nossa Senhora do Cabo em Linda-a-Velha
• Escultura “ O Golfinho” na Marginal de Cascais
• Painéis decorativos do Hotel Marquês de Pombal em Lisboa
• Hotel “The Yeatman” em Gaia

Exposições:

Realizou um total superior a 280 exposições:
50 Mostras individuais.
35 Conjuntas e de Grupo. (21, integradas em actividades do Grupo Artitude, entre 1993/03.
Participou em mais de 180 Colectivas, entre 1983/ 2012
Em 27 anos de vida artística, Gustavo Fernandes expôs em mais de 20 países:
Canadá / Espanha / Alemanha / Bélgica / Itália/ Cazaquistão / Moçambique / Angola/ U.S.A./ Países Baixos / França / Áustria / Finlândia / Brasil / Japão e recentemente em África do Sul e Angola.

Convidado pela Unicef e uma instituição Alemã para fazer parte de uma iniciativa cultural solidária (“United Buddy Bears”) em que uma obra criada por si percorre o Mundo. Entre os 140 países eleitos pela Unicef destacam-se:Turquia / E.U.A / Austrália / Argentina/ Jerusalém /Seul/ Egipto / Polónia/ Uruguai / Coreia do Norte.

Representações:

Grande parte da sua obra está representada em acervos institucionais, públicos e privados:
Grupo Edifer, Zara Portugal, Nokia Telecomunicações Portugal, Hotel Marquês de Pombal em Lisboa, Hotel “The Yeatman” em Gaia, Inspecção Geral da
Administração Interna, nos Municípios de Oeiras e Vendas Novas e recentemente no Sana Hotel em Luanda, Angola, Canadá, Paises-Baixos, Espanha, Japão,

Museus:

Museu da Água – E.P.A.L; Museu João Mário, Alenquer; Museu do Presidente de Astana no Cazaquistão ; Museu de Aveiro; Museu do Vinho Bairrada, em Anadia.

Prémios:

• II Prémio “Grupo Fidelidade” para Jovens Pintores – Lisboa, 1990.
Prémio Electroliber para o melhor conjunto – Sintra, 1992
• Prémio Público de Pintura 2001, Galeria D´Art Vincent INDEG (Business School ISCTE) – Lisboa, 2001

Dimensões: 47 x 30

Técnica: Óleo sobre tela

Dimensões: 40 x 70

Técnica: Óleo sobre tela

Pin It on Pinterest

Share This